segunda-feira, dezembro 24, 2012

Pra sempre Natal

As mensagens de Natal , são sempre bonitas , a maioria das pessoas deseja a paz , felicidade , bondade ou qualquer outro sentimento nobres aos outros , parecem que todos vivem em completa harmonia com o próximo, que o mundo reluz essa sintonia do amor. Ah! Quem dera ,que fossem todos assim o ano todo , não somente no ultimo mês do ano , como este fosse o juízo final , onde também se perde o juízo com as compras.
Sugiro a todos um Natal a cada mês onde os melhores sentimentos surjam no coração de todos e a bondade, solidariedade e compaixão transborde e sejam feitos brindes de amor a cada boda comemorada não somente no dia 25 de dezembro e as comemorações sejam extensas e duradouras. Isso e muito mais é o que deseja o Nem Tudo é Mentira.





terça-feira, novembro 27, 2012

Você sabe com quem está falando?


                 

  No Brasil se tem o péssimo costume de se achar melhor que as outros. Antes eu achava que era só na classe dominante, mas já vi que não, basta o sujeito melhorar um pouco de vida e puder levar a família a um restaurante melhor do que aquela churrascaria a quilo , que costumava ir ao s domingos  para mudar sua postura.
                   Repare no trato desse cidadão com o garçom, muitas vezes é tão ruim quanto ao atendimento recebido , mas o “cliente” sempre cheio de razão não pode ser contrariado , mesmo expondo toda a sua grosseria e falta de educação , que para este esta inclusa no serviço.
                O mais engraçado disso tudo que estes, chamados antes da classe dominada criticavam os “pseudos aristocratas “ de serem destratados , isso quando eram realmente tratados por eles. E hoje repetem a mesma e feia cartilha do desprezo.
                   A elite brasileira em restaurantes ou locais de atendimento ao público finge que você não existe ou quando olha para você ultrapassa o seu corpo, em uma visão além do raio x. Há exceções, principalmente quando se quer conseguir uma mesa no melhor lugar do restaurante ,a vaga do carro na frente da boate, a suíte presidencial reservada. Nesse casos , você pode até tocar nas pontas de seus dedos misturados a notas de dinheiro e com muita sorte um breve tapinha nas costas de um suposto agradecimento.
                   A cultura colonial, perpetua-se no Brasil  mesmo com o dinheiro mudando de mãos . Você pode ouvir frases ultrapassadas e que no passado remoto trouxeram impacto, para os dominados como :
                         “ Você sabe, com  quem está falando ?”
                         “ Você sabe de quem eu sou filho?
Ora, gente como essa eu nem preciso saber mesmo quem é ? O que faz? E muito menos saber sua árvore genealógica?
O mais engraçado e que em  alguns lugares do mundo as classes se diferenciam por conhecimento ou por tentar não demonstrar sua nobreza e  riqueza. Aqui no Brasil a elite  é exatamente ao contrário , eles realmente não só querem aparecer como serem únicos, diferentes , exclusivos e há alguns que nem mesmo gostam de viver aqui, numa breve persistência do pensamento Casa Grande e Senzala doutrina que se prega há mais de 500 anos e que continua a ser repetida pelos novos integrantes.

NEM TUDO É MENTIRA

sexta-feira, novembro 16, 2012

Fora do ar


                 

                          Na semana passada sair para almoçar com um amigo que vejo muito pouco , ele mal me cumprimentou e tirou o celular do bolso e colocou em cima da mesa . Logo após pedimos a carta de vinhos e enquanto eu achei que nós dois líamos o menu , reparei que ele não tirava os olhos do seu telefone móvel. Quando perguntei se o vinho que escolhi estava bom. Ele respondeu sem ao menos saber qual a marca da bebida e concordou comigo e virou-se para o visor novamente. Não resisti e brinquei que o post/mensagem deveria ser importante, ele apenas riu sem graça e devolveu a mesa o celular que a esta altura estava nas suas mãos.
                   Tentamos conversar um pouco , mais o tempo todo a conversa era interrompida , por ruído das mensagens que ele recebia , não só de textos, mas também de redes sociais. Foi difícil concluir um assunto por inteiro  Parecia até reunião de mulher que falamos de tudo e todos ao mesmo tempo onde a  interrupção é por assunto mais importante ou mais animado, não  pelos toques incessantes do celular ou por que amigo resolveu antes de comer o prato postar e enviar para as redes sociais, quase um Big Brother.
                   Não sou  contra ao uso de aparelhos celulares e mesmo que tivesse hoje seria impossível viver sem ele , como também nada contra a estar conectada, coisa que fico bastante tempo também. Porém , não acho legal a rotina ser cadenciada por esse tipo de aparelho , visto que no caso do meu amigo e não sei se é o seu , ele ultrapassou os limites da razoabilidade no seu uso.
                   Se usarmos a boa e velha linguagem analógica, a quantidade de aparelhos “inteligentes” disponíveis e modernos que tem no mercado é normal que se aumente a probabilidade de que eles virem quase uma extensão do corpo e também fiquem conectados demais e até mesmo viciados, doença que os ingleses apelidaram de nomofobia ou no-mobile.
                   De repente, você não conheça esse termo , trata-se do pânico de ficar sem conexão, via qualquer aparelho de celular. No caso o “doente” ou nomofóbico tem dificuldade de conter os impulsos de fazer ligações, mandar torpedos e fica o tempo “ligado” no seu aparelho , checando o tempo todo se alguém enviou alguma coisa há casos graves até mesmo de ouvir ligações imaginárias. E aí caros amigos que verificamos o desequilíbrio entre a necessidade de uso e a ansiedade de estar no ar.
                   A nomofobia é considerada hoje é mais dos tantos transtornos que foram criados pela psicologia moderno que apelida qualquer tipo de comportamento de transtornos, no caso em questão pode-se dizer que é o controle dos impulsos , assim como a dependência de sexo ou de compras, com a existência de também crises de abstinência , cada vez que se fica longe do aparelho tem o sintomas de : irritação, sudorese, taquicardia , dor de cabeça entre outras.
                   Não sei meu caro leitor se é o seu caso, mas para isso resolvemos fazer um teste  em podem dizer se você está adquirindo uma relação neurótica com seu telefone , veja abaixo e marque a alternativa ou as alternativas compatíveis com você:

a)     – (  ) Seu celular fica ligado por 24 horas.
b)     – (   ) Usa o celular na hora da malhação.
c)      – (   ) Seus amigos reclamam que você não desgrudada do celular.
d)     -  (   ) Interrompe reuniões de trabalho para ler mensagens.
e)     -  (   ) Anda com celular sempre a mão e enlouquece quando o esquece.
f)       – (   ) Há mais de uma alternativa compatível.
g)     -  (   ) Outras opções compatíveis ( coloque nos comentários do blog)

Se você marcou uma ou várias alternativas , você corre um grande risco de ter sido acometido por essa moderna doença e só resta para você um tratamento. Não pense que vou dar o conselho para que você não use o celular, sei da inviabilidade da coisa. Porém tentar  relaxar seria uma boa opção, do tipo ir caminhar na beira da praia, sentar no banco da praça , olhar ao esmo, ler um livro e tomar um chope com os amigos, mas não vale depois disso tudo correr para o aparelho para tuitar ou contar o que está fazendo. Senão , caro amigo, só me resta dizer que você não está mais precisando de uma boa relaxada, mais sim de uma visita ao terapeuta , para acabar com seu vício brabo e ficar “fora do ar”.

NEM TUDO É MENTIRA

sexta-feira, novembro 09, 2012

Lugar Comum




                                                                       Lugar Comum- significado :                                 

1. fórmula, argumento ou idéia muito utilizada ou repisada.                              

2. banal , trivial  ou opinião pensamento e discurso sem criatividade.

3. Frase feita, clichê , chavão, estereotipo   
                       

 Não há  na vida quem não fuja dele o “ Lugar Comum” , até mesmo os gênios por lapso de memória , uma crise de criação ou até um vazio na alma ,algum dia caem no lugar comum , embora a falta de criatividade a banalidade é algo ímpar.
                             Mas e você cidadão comum, medíocre como eu , não vem me dizer que também não caiu nesse lugarzinho chato , nessa vida? Acho pouco provável que seu assento não esteja numerado, igual hoje fazem no cinema , principalmente os de shopping. Ah ! Que saudades da falta de número nas cadeiras e dos cinemas de rua. Eles também eram lugares comuns.
                            Se pensar bem, o lugar comum mora em todos os lugares , ele  aparece para substituir ou frear a reflexão ou o que se possa ter de alguma coisa (pura preguiça de pensar). Aparece sempre , como uma frase feita , ditos populares ou de sabedoria universal , obviamente indiscutível.
                            Ora, onde há fumaça há fogo! Se você é um mero “papagaio repetidor de frase , que não lhe forma atribuídas , do tipo pronta , repetidas por todos e que não contesta, cria ou transforma nada. Você está quente ou frio no “Lugar Comum”?  “Quente” – é a resposta certa.
                         E lá vai você em direção ao triângulo das bermudas ou ao  buraco negro. E não há para onde fugir , quando se está permeado de afirmações absolutas , incontestáveis , tão completas e sensatas. E qual o motivo de lutar contra isso? Já vi gente tentar, mas o bicho papão da absoluta certeza alcança e te leva de novo para o mesmo lugar.
Um exemplo fácil são o das pessoas “maduras” , embora não felizes com sua vidinha não as conseguem largar dela  quando alcançam seus marcos previsíveis do tipo :  estabilidade financeira, casa própria , carro e outros. Embora tenham uma mínima chance de modifica-las .E o pior criticam o lunático que preferiu ser feliz e não ter razão, largando seu lugar comum.
Saber reconhecer o lugar comum é a primeira tarefa de quem quer sair dele. Mas se você realmente deixar–se por ele , e isso é bem fácil quando o lugar comum é tão respaldado de argumentações e esta parecem ter trazidos reais conceitos. Tudo balela! Mas você pode deixar-se enredar por ela e ai caros leitores, esqueça e mergulhe nele de volta, como no início do texto ou nele todo ao seu, meu Lugar Comum. e como dizem os Titãs , não os da literatura, mas trintenário conjunto de rock nacional:
                                         " Eu não tô nem aí
                                            Eu não tô nem aqui." 

Nem Tudo é mentira

quarta-feira, outubro 31, 2012

Cidade de Lá




Acredito que nem o mais otimista e criador da “Cidade de Lá”, imaginaria que seu arquitetado local, considerada como uma das maiores obras urbanísticas já feitas e feita em tempo recorde viveria com falhas de som!Sim, a “Cidade de Lá” é como se fosse uma imensa concha acústica , só que ao invés de apresentar som stereo e digital  hoje  vive seus dias de vitrola antiga prestes a quebrar a qualquer momento!
Primeiro ela foi dominada por severos senhores que, por anos, seguraram a acústica do lugar , sem deixar que essa ampliasse pelo cerrado afora! Posteriormente, esse magnífico lugar acolheu por um golpe nada militar, mas de sorte:  o coronelismo e seu símbolo maior,  o bigode! O ritmo dos bigodudos se arrastou como forró , alegre e faceiro ,até os dias de hoje, não respeitando modismos.
 Digo isso por que , o bigode vivenciou um notório” Caça Marajá” que esteve por lá - por pouco tempo diga-se de passagem! Aliás foi o que ouvi das más línguas ou a língua de seu falecido irmão ,ex-mulher e outros que não curtiram o devido lugar. O tal “Caçador” teve carreira meteórica, subiu e desceu a maior rampa da cidade , pois quis impor um ritmo africano , com batuques , gritos e torturas de animais. Era tão  violento para o povo de “Lá” agüentar que o golpe final foi dado por traiçoeiro confisco na poupança de seus seguidores. Em resposta, degolaram o Caçador como um frango na casa de sua dinda!
Mas ele saiu de cabeça erguida e foi substituído por um outro também de topete , que voava  senão colocasse laquê nos cabelos! Este desconfiado topetudo ouviu conselhos da intelectualidade de respeito que por lá freqüentava e manteve-se firme na história de Lá! Iniciou grandes planos que deram certo e começou a encher de novo lugar , que viveu seus dias de ritmo “lounge”. Desconfiou que  poderia cansar o público  atraído pelos novos planos. Em seguida , balançou o topete igual ao desenho animado, mas como “Pica-Pau” sempre se dá bem no final, como ele, deu risadas quando entregou a faixa ao idealizador dos planos. Assim,  não abriu mão de seus sonhos e de seu gosto musical : preferiu desfilar em festas de modelos sem roupas intimas em outro lugar não na Cidade de Lá!
E depois de tantos anos a “inteligenzia”, que passou tanto tempo exilada, voltou para Lá. No começo tudo era festa, enfeitadas por tucanos que penduravam-se nos muros da cidade, e por hora tinham a melhor vista do lugar. Não sabiam que para manter-se em festas não se pode perder o equilíbrio  e que para o ritmo não car era preciso inovar. Apelidaram a festa de neoliberal e o intelectual achou que era néon e com isso acreditou que sabia dar festas. Não foi outro quem tirou o apoio dos “Fortes” da cidade e estes passaram a ter novos dirigentes, que não conseguiram modernizar os velhos Fortes, com a rapidez esperada. E quando, tudo estaria perdido os inteligentes donos da casa e quiseram educar seus filhos e parentes mais próximos, ajudando–os mensalmente e assim conseguiam  para ficar mais um tempinho por lá ! Melhor alvorada não há, mordomias a mil e diversas viagens, estas ultimas bastante cobiçadas pelos  bandeiras vermelhas e estreladas , que passaram a fazer festas fechadas, com nome na porta e tudo , diferente dos tucanos em suas posturas intocáveis , em muros não tão mais firmes.
 Os vermelhos liderados e animados por um sapo de carisma incontestável, embora de voz rouca e dicção falha , mas quem quer saber disso quando a música está boa e alta ? E se você finge ouvir o que outro fala, postura irritante para os mais desanimados ou aqueles que vão à festa do outro só observar ou só para falar mal, mesmo muitas vezes sendo penetra?
Sem contar com os próprios aliados ou organizadores da festa , que não gostavam de tumultos e sempre preferiram viver clandestinos ou na sombra de alguém mais simpático e conquistador, como o querido sapo. E sem saber como agradar a todos,  criaram uma mensal e gentil entrega de bolsas, que poderiam servir para tudo , inclusive para esconder o salgadinho da festa nela. A proliferação delas, as bolsas, foi tão grande que alcançou outras localidades além da cidade!
Ainda assim, precisaram de mais tempo no lugar e alguém realmente de pulso firme e sangue frio até para esconder a identidade da própria mulher que mantivesse a festa em ordem, sem precisar incomodar o dono dela!. O mestre de cerimônias dos estrelados copiou uma idéia que a principio surgiu com o antigo dono da festa e depois ampliou o que outro já tinha conseguido e novamente instalou no lugar um valor fixo, para todos aqueles que comparecessem no exato local e hora marcados para animar o lugar!
Alheio a tudo isso, não se sabe se cansado, o sapo de estrela maior com um brinquedo novo de alto luxo percorreu todo o planeta, ensejando além de Lá nova fórmula de manter sua festa de arromba! Enquanto ele comia do melhor, sua organização fazia das tripas coração para não deixar a gordura da pizza ensopar o guardanapo e o molho de tomate não respingar na barba do chefe!
Embora tentassem arranhar os discos do anfitrião, tentou-se apurar o culpado para a farra e encontraram uma soma de trinta e oito culpados! O número não chegou a incomodar o dono da casa e ele mandou que seus convidados se retirassem até que decidissem o que fazer sobre o assunto - o que não foi feito nem mesmo com sua saída da cidade! Cedendo lugar a eterna companheira de baladas e uma nova anfitriã, ele despediu-se com louvor e suas festas serão para todo o sempre inesquecíveis! A única coisa que parece que não teve por lá foram cachoeiras ou cascatas...
Hoje segue-se uma linha mais contida, sempre põem mais clássicos para tocar, fazem todos dançarem a um só ritmo, embora sem requebrado para amolar! Têm até conseguido fazer com que a festa na “Cidade de Lá” nunca acabe...


www.twitter.com/noemytitan

nemtudoementira1@gmail.com





terça-feira, outubro 23, 2012

Coisa de fé

Incrível saber que há 220 anos atrás se deu inicio ao que é considerado segundo Natal, para cidade de Belém, não aquela onde nasceu o menino Jesus, mas uma próxima a linha do Equador , o chamado Círio de Nazaré : uma procissão em homenagem a Nossa Senhora de Nazaré , realizada todo segundo domingo de outubro.
            As festividades da cidade em torno de sua “mãe” , começam dias antes do acontecimento , onde o super aquecimento da cidade ultrapassa até mesmo as poucas  sombras  das mangueiras que a cercam e fazem túneis em suas ruas , aumentando ainda mais a elevada temperatura do lugar , que não conhece dias frios.
            Entre a multidão de fora do estado e interiorana que chega e aquece a cidade , a imagem da sua padroeira passeia por vários lugares sejam os presídios e uma procissão fluvial abençoando os rios que cercam a cidade até chegar ao porto , onde é escoltada até a sua “casa” pelas centenas de motoqueiros do lugar. 
            Descansada do passeio fluvial “Nazica”, reúne multidão quando resolve adormecer na casa do Bispo , não antes de ser homenageada pelos trabalhadores da zona portuária que comemoram seu passeio noturno com fogos de artifícios , como se fosse a virada do ano. Após breve pausa e agradecida pela homenagem , segue o cortejo em cima de seu trono , puxa da por uma corda de fiéis e agradecidos promesseiros.
            Recebida em grande estilo , pelo dono da casa em sua antiga catedral, “ Nazaré” prepara-se para poucas horas de sono, visto que no dia seguinte sua última saída matinal pelas ruas do lugar tem ser majestosa , como é digna da Rainha dos paraenses.
E assim revestida de um manto feito exclusivamente para o dia, bordado a mão e com detalhes em ouro e pedras preciosas, Vossa Santidade é colocada no seu altar para que retorne ao seu lar, onde não menos enfeitado está adornado em flores sua “carruagem”. Ela desfila pelo seu reino soberana e única, num trajeto de quase 4 quilômetros , até chegar em sua casa.
Sua simpatia e simplicidade de alguém que reina há mais de dois séculos é incontestável, não há regime ditatorial mais democrático do que a passagem de paz e amor que consegue tão carismática senhora que consegue reunir em um único dia 2 milhões de pessoas para lhe verem passar , sem distinção de raça, classe e também religião coisa de fé.

Nem tudo é mentira.

quarta-feira, setembro 26, 2012

Fotoego.com


                  
                       Há meses atrás uma crônica criticando o uso abusivo do ato de fotografar (câmera digital, Iphones, smartphone, etc...), antes restrito aos fotógrafos de celebridades ou paparazzi , hoje é considerada quase uma compulsão social.
                  Reitero a crítica, pois fiquei impressionada com tala to quando fui há algumas exposições e percebi o número de pessoas , que não conseguia admirar nem por uns instantes a obra de arte a sua frente e quem sabe tentar uma experiência mais intensa com a própria obra “in loco”, sem que tirassem do bolso ou bolsa o celular para tirar uma fotografia, as vezes até mesmo de uma outra fotografia.
                  Não sou conhecedora de artes plásticas e fotografia em geral, mas com a pouca cultura que tenho no ramo, gosto de  admirar , cultuar um bom quadro ou vários quadros , quando estes realmente me atraem , fico extasiada quando percebo que aquela pintura mimetiza uma fotografia de tão realista que se traduz.
                  Falo isso , por que realmente não entendo alguém que se coloca o tempo todo através de uma lente fotográfica ou telefônica o que hoje dá no mesmo e posem de fotógrafos profissionais plagiando a obra do outro. Para quem sabe serem admirados em suas redes sociais pelas obras de artes de terceiro expostas. Por que provavelmente deixou o que poderia ser uma experiência de cultuar o que estava na sua frente para cultuar a si mesmo ou na outra probabilidade menos provável é que a visão de si é tão grande que o sujeito não consiga guardar a imagem de um belo quadro por muito tempo.
                  Na verdade é igual ao fulano de tal que posta no facebook sua foto e depois ele mesmo curte é quase como cantar os versos da canção Sampa de Caetano Veloso , para por fim encerrar essa crônica :
É que Narciso acha feio o que não é espelho

Nem Tudo é mentira.
nemtudomentira1@gmail.com

terça-feira, setembro 18, 2012

Coerente,eu?




Houve um tempo que eu achava o máximo aquelas pessoas cheias de opiniões para tudo, de certezas e verdades inquestionáveis. Tinha uma verdadeira admiração por elas , ao ponto de um dia querer me tornar uma delas.  Mas hoje  confesso que fico aliviada de nunca ter conseguido ser assim. 
         Imaginar ficar paralisada em um determinado estilo de vida , me dá arrepios. Ter sempre um entendimento, uma razão ou explicação para tudo e para todos. Isso é algo que não condiz com a montanha de pensamentos diferentes, cada vez mais cheios de poucas certezas, que passam pela minha cabeça.
         Tenho preguiça dessa gente que acha tudo tão coerente e que repete rituais e conceitos uma vida inteira para não errar ou pelo menos tentar não errar ,o que é impossível , embora o mais coerente dos mortais também erre.
         O único fator que faz o “Coerente” errar menos que você e que eu , é fato dele não  se arriscar, exatamente por que ele tem aversão de mudança e assim fica fácil manter a vida sob controle. Ele o "Coerente" se conforma e acredita que o certo é o certo e o errado é o errado, um clichê clássico como toda a vida dele . Imaginar que o errado possa ser o certo e o certo possa ser o errado ;é missão impossível.
         E o defeito pior do “Coerente” é que o mesmo é um crítico feroz da vida alheia. Claro  que, nunca da sua vida esta é blindada da redoma de proteção diante aos seus preceitos e concepções. O incrível é achar que resolve a sua vida e dos que o rodeiam em cinco minutos. Achar soluções para tudo é o seu dito, que inclui também seguir a  a cartilha da “correta da vida” ,como se houvesse realmente uma cartilha para viver. Meu caro Coerente , onde foi para a sua coerência?
         Não levanto a bandeira da incoerência, mas acho a coerência em demasia chata. E vou continuar a dobrar a esquina diversa da minha casa, fazer o caminho mais longo dela e vê novas paisagens. Trocar a dial do rádio. Sair sem protetor num dia ensolarado. Assistir um ópera pela primeira vez na vida. Ler um romance mamão com açúcar. Gastar mais do que posso. Faltar o trabalho no dia de semana. Terminar um relacionamento. 
         E lamento você, que não consegue fazer isso, por que segue em frente na sua linha coesa de pensamento e preso a seus próprios padrões. Optei seguir aprendendo como dizia o genial Raul Seixas: “prefiro ser  uma metamorfose ambulante ,do que ter uma velha opinião formada sobre tudo.”  
                                        Nem Tudo é mentira



nmetudomentira1@gmail.com









terça-feira, setembro 11, 2012

Private


    
  Privacidade nas redes sociais? faça-me rir,caros amigos. Basta você usar a internet seja de qualquer forma que você está  sendo vigiado .  Não acredita ?Experimenta colocar o seu próprio nome no Google. “Ah!” Tomou um susto não foi?E olha que nem famoso você é para quantidade de descobertas com o seu nome .Imagina se fosse.
 Percebeu que há comentários seus em todos ostipos de sites , até mesmo aquele que você reclama que a sua televisão novaveio quebrada e a empresa se recusa a realizar a troca. Ou naquele site de criticas de filmes , que “taca o pau” naquela comédia rasgada que você adorou e ficou roxo de tanto rir. E não entende por que os críticos não gostaram. Será que é você que não sabe nada da sétima arte ou o crítico é um chato , exigente , com falta de humor e também não entende nada de cinema,nesse caso os dois podem não saber nada de filmes e serem meros amadores dentro de sua crítica ou elogio.
Falo isso por que achei engraçado as inúmeras manifestações ,feitas nas redes sociais onde muitas pessoas ,copiaram um requerimento deprivacidade , onde declaram que não permitem a utilização de suas imagens ,informações e comentários por ninguém.
E mais engraçado de tudo é que notifica o “outro”  que este está proibido de de revelar, copiar, distribuir,divulgar ou tomar  para si o que sigilosamente foi escrito numa rede social. Para quem , cara pálida? . Ainda que as  informações são confidenciais,com um breve detalhe é que o FBI não sabia que você era um agente duplo, daqueles que colhe e fornece informações ao mesmo tempo.
A pergunta que não quer calar é : Alguém realmente leu e interpretou esta estúpida declaração?. Ou ainda não tinham feito o  simples teste do Mr. Google, que indiquei acima.  Viram como anda devassada  suas vidas?Acharam pouco? Não se preocupem,para tudo tem uma solução é só utilizar-se de uma outra rede social muito eficaz para seqüestradores e que permite indicar o local em que você está. E olha que legal , ela também permite que você procure seus amigos que estejam esteja próximos a você.
 Ora caro leitores , quanta idiotice pedir privacidade nas redes sociais. É quase igual a sair pelado na rua. E ainda se ofender quando te olham assustado. E perguntar : “ Tá olhando o que?”

Nem tudo émentira


sexta-feira, agosto 31, 2012

Deuses astronautas



                   Nasci alguns anos depois, que o homem havia pisado na lua, mas lembro de um primo mais velho que  dizia querer ser astronauta, para um dia pisar na lua. Ele adorava capacetes , luvas e tinha uma coleção de fotos de foguetes e da chegada do homem a lua , tudo guardado em uma caixa se sapato , que era para ele um baú do tesouro.
                      Lembrei disso quando soube semana passada da  morte de Neil Armstrong o  primeiro homem a pisar na lua . Fiquei melancólica com a notícia , como também pelos depoimentos de quem assistiu pela televisão esse momento histórico. 
                  Como também, fiquei pasma em saber  que há muitos  incrédulos , mesmo depois de 43 anos da ida do homem ao nosso satélite  que acham que isso nunca aconteceu , sempre há os ditos da teoria da conspiração. E acreditam piamente que a ida a lua foi uma montagem céu e que a missão Apolo 11 é uma mentira e que  Armstrong é um mentiroso e que há diversas provas que comprovadas através de fotos que isso nunca aconteceu . E o pobre herói astronauta esteve bem longe dos céus e agora não mais aqui conosco queima no inferno, culpado pelas quatro décadas de uma fabulosa mentira. Coitadinho! Nem mesmo sabe que lhe imputaram uma culpa católica.
                  E o melhor dos conspiradores sobre a visita do homem a lua  foi darem créditos de direção  ao fantástico cineasta Stanley Kubrick de ter realizado o filme mais visto de todos os tempos que foi a ida do homem a lua. Acho que nem o incrível Kubrick foi capaz de criar tão engenhoso roteiro.                  Invejo a criatividade fantástica dos conspiradores , que ultrapassou  até  a obra prima que é 2001- Uma Odisseia no espaço do diretor.
             Mas minha invejinha maior , que veio antes de eu nascer foi eu não ter assistido o que para uns foi uma farsa esse marco na história da humanidade que foi a visita do homem a emblemática Lua.
           Fica então aqui, minha homenagem ao falecido e sorridente astronauta e a toda sua categoria  e a todos como eu que vivem no mundo da Lua ou sonham em ser Deuses Astronautas.
  
Nem tudo é mentira
www.twitter.com/nemtudoementira
www.facebook.com/nemtudoementira
nemtudoementira 1@gmail.com

segunda-feira, agosto 20, 2012

"Todo dia era dia de índio"




            Até pouco tempo atrás, lembro das pessoas só festejarem os dias religiosos e os feriados pátrios, além dos famosos : Dia das mães , dos pais e o da criança . Agora vejo, que além dos mais conhecidos "dias", foi criado ou pelo menos eu nunca soube um festejo para cada dia. Basta você entrar no Google e perguntar: “Hoje é dia de que ?”. E algum site vai te responder o  que se festeja.
              Descobri que ontem foi dia do ciclista, o que para mim que pedala é todo dia. E  hoje , vinte de agosto se festeja o dia da Maçonaria, segundo a Wikepédia, sabe-se lá por que? Um mistério igual a essa religião, que nos tempos atuais segrega o sexo feminino.
         O engraçado nisso tudo é que vejo as pessoas nas redes sociais o tempo todo mandando lembranças e cumprimentos as outras pelo dia do Médico, ator, bombeiro e  felicitações gerais ao dia do Sexo e dia do Orgasmo.Pasmem! Nesse caso eu fiquei com pena do supersticioso ou naquela que acredita nessa história de datas, o coitado ou a coitada só vai poder gozar nesse único dia do ano. Cruzes!
                   Fiz uma pesquisa para saber quem inventa os festejos para cada dia do ano  e   uma  outra para saber se no ano bissexto é dia de quê? Não descobrir nada , nem mesmo o autor ou autores que inventam esses dias de qualquer coisa. Ocupado certamente o sujeito  não deve ser.
                   Outra curiosidade, foi saber que no calendário da agende papel ou de mesa não existe essas datas comemorativas , além dos feriados nacionais e religiosos . O que  intriga é saber se inventaram todos esses " novos dias" com o uso da internet . Descobri  duas correntes divergentes: A primeira afirma que eles sempre existiram, só não eram divulgados. A outra afirma o contrário e diz que existiam poucas datas "nominadas". além das tradicionais e coloca a culpa na internet por essa profusão de dias.
E mais uma vez , não consegui êxito nessas minhas pesquisas em saber que é dia é dia de quê ? Só lembrar que hoje é segunda-feira , dia que eu não queria fazer nada exceto cantar com a Baby do Brasil :
“Todo dia era dia de índio.
                                   Todo dia era dia de índio.”

NEM TUDO É MENTIRA

nemtudoementira1@gmail.com

segunda-feira, agosto 13, 2012

Perseguidor Virtual




Com a multiplicação das redes sociais está cada dia mais fácil obter informações com detalhes da vida qualquer pessoa. Onde ele/ela trabalha, estuda, que bares e restaurantes freqüenta e onde ela foi no fim de semana e que horas voltou . Se casou, separou e se está sofrendo de amor. Basta perder algumas horas do dia e pimba! Você sabe quase a vida inteiro da pessoa quem você quer. Até utilizando o Google , que escaneia milhões de site todos os dias , há a possibilidade de descobrir endereços e telefones, em pouco tempo de pesquisa.
        Claro que você já sentiu vigiado na rede social e com toda certeza e já bisbilhotou vida de alguém. Você não é o único! Mesmo que , este alguém nem seja seu amigo pessoal e nas redes sociais, você sente curiosidade em saber o que ele/ela faz?  O que gosta? Que lugares frequenta?  No princípio, isso pode parecer uma  brincadeira inofensiva , mas cuidado com o tempo e a proporção que ela está tomando em sua vida, isso lá se você tem uma. E você pode ser o que chamamos de stlaker.
Para quem nunca ouviu falar do termo stalking é uma vigilância  virtual exagerada dispensada a uma outra pessoa. Motivo para isso existe? Sim a sua própria obsessão.
Não precisa se preocupar , se você dá uma espiadinha no perfil da vida do seu amigo, amante ou ex-amor , isso não quer dizer que você é um obcecado ou um stalker ou numa boa tradução em português , podemos chamar de perseguidor.
         A perseguição que nós falamos aqui nada mais é do que aquela com intuito de amedrontar, onde se rastreia tudo o que o outro faz, onde faz encontros casuais e entre outras possibilidades de se aproximar do outro e sem êxito , envia e-mails ameaçadores, roubo de fotos, recados ofensivos por qualquer rede social , com o real intuito de amedrontar, apavorar. E quando não , nos remetem ao mais arrepiante filme de suspense.                   
 O motivo? Não sei dizer. Loucura? Carência? Falta do que fazer? Rejeição ? Parece o motivo mais inteligível, para explicar a doença ou tentar entender o que se passa na cabeça de um sujeito desse.
O perigo nisso tudo e que as ofensas podem atingir a tal grau de injúria, difamação, que podem demorar para ser reversível. Ou podem ir realmente as vias de fato , como no  caso ocorrido em São Paulo onde uma garota que foi queimada com gasolina , por conta de desentendimentos e ameaças na internet. Fique de olho se tiver um skalter, atrás de você ou algum sinal dele.
Para você que não acha que tem solução , digo que o perseguidor é um criminoso  junto a lei , os crimes virtuais nada são diferentes junto a legislação , o que muda não é o lugar e o modo mais o meio de como ele está sendo praticado. Se você recebe ameaças de morte  pelas redes sociais ou MSN é o mesmo que estiver fazendo pessoalmente. Então ao menor sinal disso procure a polícia e se tiver o nome e dados da pessoa.                          
Falei isso tudo mas também , quero dizer que podemos nos prevenir , afinal de contas  precauções básicas , também colaboram para não ser skalteado por ai., seguem as dicas:
a) – Pense antes de enviar informações pessoais até mesmo para pessoas que você conhece. Ela pode ser copiada e publicada na internet e aí fica difícil voltar.
  b) – Ser educado “on line” , não protege você da perseguição , mas com certeza, sendo mal educado, maldoso ou desrespeitoso com alguém na net, aumentam suas chances de ter um cyberstalking, no seu encalço.
c) – Não revide a provocações , pois elas podem encorajar ameaças o melhor é ignorar ou bloquear essa pessoa com as ferramentas que possuam suas redes sociais.
d) – Se alguém começar a encher o saco na internet , conte ao seu marido, mulher , namorado(a), pai, mãe, irmão e amigos íntimos o melhor é não se calar.
Não se sinta intimidado por esse tipo de gente, leitores, embora não pareça , assim como eles nós acham há formas de rastreamento para esses criminosos também.
Nem tudo é mentira
nemtudoementira1@gmail.com

segunda-feira, julho 30, 2012

Tão longe e tão perto




Hoje é tudo tão virtual , que um dia dessesencontrei uma amiga de longas datas , que não via há anos , fiquei muito felizde encontrá-la casualmente. E logo no começo da conversa , antes mesmo que eupudesse perguntar ou contar sobre minha vida ela rapidamente soltou a seguintefrase :
Te vejo sempre nas redes sociais. E  sei de tudo da sua vida”. 
Fiquei paralisada por alguns segundos epensei no que falar para alguém que sabia tudo da minha vida. Então apenassorri e perguntei como estava a vida dela? Ela então me contou de formacompacta do seu fim de casamento , filhos e profissão e ao final disse para euver as fotos do novo namorado e dos seus filhos já crescidos, na página de suarede social. Trocamos os números de telefone, que nemsei bem para que se a moça sabe tudo da minha vida e a vida dela ao que parecea sua está toda postada nas páginas das redes sociais que ela possui.
Esse breve encontro me fez realmente pensarque o mundo digital me fez  encontrar pessoas importantes ou tiveram seulugar especial em minha vida, acredito que na de vocês também. O paradoxo é saber que mesmo alguém quesupostamente saiba da sua vida possa realmente estar próximo, embora se ache dessaforma, com  se vivêssemos num mundo tãolonge e tão perto um dos outros.
A proximidade de tudo e de todos é tãofácil e tão rápida , já que no corre-corre da vida de hoje , as pessoas acham saber do bem estar do outro ,por conta de fotos, de viagens e lugares queposta nas redes sociais que frequenta e as vezes  usadas para aparentar algo que não é verdadeiro 
Parece tão distante marcar de tomar um café , olharnos olhos do outro , dar um abraço saudoso, um telefonema ou simplesmente perguntar : Como estávocê? Ao invés de concluir que sabe tudo de você e de sua vida.
E nesse mesmo mundinho que nos aproximae afasta é que vemos o quão superficiais são as relações , tão rápidas, ágeis epor conseguinte voláteis ou como disse a cronista Marta Medeiros : “...cultua-se o presente como nunca. O que vale é este momento, agora , o instantevivido. Tudo digitalizado, virtual e instantâneo.” 
É isso leitores estamos tão longe e tão perto.
NEM TUDO É MENTIRA


www.twitter.com/nemtudomentira




segunda-feira, julho 23, 2012

Horário Nobre


Há poucos dias no twitter li um post onde um  cidadão perguntava : “O brasileiro consome tanto café como novela. Nunca fizeram um estudo sobre isso? “. Se fizeram essa pesquisa eu realmente eu não sei, mas consumo os dois _ respondi na ponta da língua , aliás sem culpa nenhuma. Li algumas respostas sobre o tema e algumas pessoas diziam consumir um ou outro , por motivos diversos. E uma resposta onde um a pessoa dizia que não consumia nenhuma das coisas e intitulava-se por isso não brasileiro.
Não sei se o camarada é brasileiro mesmo ou deixa de ser por conta de um gosto próprio diferente da maioria. Como dizia Nelson Rodrigues :“ a unanimidade é burra.” Pode ser mestre Nelson, mas eu  adicta confessa da cafeína não deixo de tomar minha xícara antes de trabalhar .
 E quanto a novelas é tão antigo esse preconceito contra elas , que nem imaginei que ainda existisse , quando atualmente sabe-se que a novela, antes tão criticada por intelectuais e hoje considerada um produto cultural.
Hoje mesmo  li um discurso inflamado de uma leitora de um jornal de grande circulação paulista , um texto chato  e antigo criticando o sucesso do momento na telinhas que é a novela “ Avenida Brasil”, serve apenas para emburrecer a população. Embora , a crítica leitora soubesse mais da trama  e do perfil mais dos personagens do que eu, assídua telespectadora da novela, não estaria a leitora emburrecida também.
O fato que burros ou não a novela é um sucesso de crítica, não se ouve falar em outra coisa, as redes sociais estão empestadas dela, as colunas e crônicas dos antigos intelectuais renderam-se a novela e também ao talento do autor João Emanuel Carneiro e de sua trama , como há muito não se via. Trama bem montada , com personagens dúbias em relação a ética, amorais , que falam o que pensam , sem pudor algum , acertou em cheio o telespectador e isso sim  é unânime.  
E com certeza o pacato cidadão na sua pesquisa descobriria que o brasileiro mais  consome agora é a novela Avenida Brasil. Querendo ou não os detratores da novela , mas assim Carminha a Humanidade.

Nem tudo é mentira.




sexta-feira, julho 13, 2012

Sorria você está no facebook

               


              Hoje em dia é impossível você ir em qualquer lugar e principalmente em evento social, seja até de batizado de cachorro que alguém não peça para tirar uma foto sua ou que você junte com outras pessoas para registrar aquele momento.
                 E muitas das vezes essas fotos "registradas" são vistas quando muito no visor da câmera ou do aparelho celular. Ou na maioria das vezes expostas nas redes sociais, como virou hábito de algumas pessoas que só faltam dizer para você quando você ainda nem mesmo conseguiu cumprimentar o dono da festa ou colocar a canga na areia da praia e o fotografo de plantão lhe pede um pose e só faltando lhe dizer : "Sorria você está no facebook" .
                A Fotografia já teve seu requinte , lembro até hoje que foi um marco eu ganhar minha primeira câmera , uma Kodak acho que uma das pioneiras em fabricar máquinas de fotografia que para a tristeza de quem teve ou tirou fotos com chapas ou rolo de filmes pediu falência.
               Lembro que tirar fotos na minha casa era só nos aniversários, festas de fim de ano e claro nas viagens, procurando sempre guardar o filme para os pontos turísticos mais importantes do lugar que a família visitava. E ansiedade de pegar as fotos reveladas e vê , escolher no negativo quais as melhores para ficar ou para ir para o porta retrato da sala. 
              Hoje as fotografias são rapidamente apagadas , da máquina , quando alguém piscou , ficou vesgo ou olhou para o lado , mesmo que você não as vejas mais ou as reveja por cinco minutos nas redes sociais. Sem aquela preocupação de gastar uma fotografia. Hoje quando arrumei as caixas de fotografia de momentos devidamente registrados me deu saudades da economia que fazia com o rolo de filmes. 
               O que me fez pensar sobre para que tanto as pessoas tiram fotos ? Para registrar o que , mesmo? Para que ? Para quem ? Alguém sabe me responder? 
Eu realmente não sei mas posso dizer o que há pouco li por ai : "Sorri e ofereci minha melhor cara de idiota."

Nem Tudo é mentira.


nemtudomentira1@gmail.com
https://www.facebook.com/nemtudoementira

www.twitter.com/nemtudomentira
]










quarta-feira, julho 04, 2012

Simplesmente Gil



foto : Noemy Titan
Pode parecer loucura , mas  todas as vezes que ouço o Gilberto Gil lembro do Sítio do Picapau Amarelo , com a música de abertura tocada pelo cantor povoou toda a minha infância, junto com a obra do outro genial da literatura Monteiro Lobato e seus personagens fantásticos , que me faziam sentir morando naquele lugar , sendo neta da D. Benta e prima de Narizinho, Pedrinho e o melhor ter como amigos a boneca Emília e o Visconde Sabugosa.
         A contribuição das peripécias do sítio me fizeram prestar atenção e me encantar com um dos mestres da nossa MPB , conhecer as músicas de Gil foi mais que um presente , foi como diz os versos de sua canção com João Donato : “ a paz invadiu o meu coração”.Acho que também foi por culpa do Gil , que abri a porta para ouvir os outros integrantes da Tropicália como Caetano, Gal , Bethânia e Tom Zé.
         Ainda festejando os 70 anos de idade desse mestre que foi na semana passada,  posso então dizer que o sítio foi tal como um Gil que passou em minha vida, parafraseando outro bamba da música brasileira Paulinho da Viola , alias outro que também faz aniversário de setenta anos esse ano , junto com Caetano e Milton.
         O que faz crer que em 1942, os céus deveriam estar realizando um grande e talvez maior festival da canção nacional quando deixou descer a terra os quatros grandes mestres , uma verdadeira ode a música. Ou simplesmente quiseram falar a nós pobres mortais _” quem canta seus males espanta”. Se é isso então , vamos lá :
                            “ Marmelada de banana, bananada de goiaba.
                            Goiabada de marmelo
                            Sítio do Picapau Amarelo, Sítio do Picapau Amarelo...”
Nem tudo é mentira.