quarta-feira, julho 05, 2006

A seleção vestiu bege

Foi tanta a expectativa que a imprensa nacional e estrangeira colcocou em cima da seleção brasileira , que cheguei a pensar será uma equipe de super-heróIs, pois apelidos não faltavam tínhamos : O Fenômeno, O melhor do mundo, O Capitão Recordista, O Mascarado Lateral, O Atleta de Cristo entre outros escolhidos. Todos vestidos com só um uniforme a camisa a mal fadada camisa amarela, que foi trocada no último sábado pela camisa bege. É a seleção canário vestiu bege.
E vestida de bege desde a chuteira patrocinadora , passearam em campo, pegando dribles e olés de um único campeão , que apesar de ter somente uma estrela na camisa o também super campeão Zinedine Zidane ou será Super Zizou, algoz pela segunda vez do retorno das ditas estrelas que não cabiam dentro de uma mesma constelação.
Tenta-se descobrir os motivos da derrota: Interesses individuais, na quebra de recordes pessoais, excesso de peso, preocupação nos contratos com clubes europeus após a copa e a valorização de seus passes, não importa o que vale ressaltar e que não levaram em conta que a maior nação futebolística vibrava durante esses que eram para ser 26 dias de competição , sentindo-se vitoriosa e querendo trazer de volta a imagem positiva e vencedora perdida há muito pela mazelas do país e as suas mesmas, mas a derrota os trouxe de volta a realidade.
Realidade esta que não é vivida pela nossa seleção estrangeira , que há muito não vivem no Brasil, tem até jogador com uma década em clube espanhol, então como seria vestir uma camisa de cor vibrante como é o amarelo, se eles já vestem bege.

ps. o que seria uma série de seis crônicas sobrea copa do mundo , também acaba com uma trilogia bege.

2 comentários:

  1. ale pimenteljulho 08, 2006

    Olá Noca, tô gostando de ver, o blog está suoer ativo, cheio de novas crônicas.Parabéns pela inspiração.

    ResponderExcluir
  2. parece que pairou um sentimento ufanista , blogueira que só pensava na copa do mundo.

    ResponderExcluir