segunda-feira, janeiro 24, 2011

Moto Serra (carioca)

Depois da tragédia que abalou a região serrana do Estado do Rio de Janeiro, fiquei comovida com relatos e reportagens dos moradores dessas localidades , que mesmos os que perderam seus entes queridos demonstraram-se generosos em ajudar a salvar amigos e vizinhos , que passavam pela mesma situação ou até pior . Como também , surpresa e feliz com os atos solidários dos moradores do Rio de Janeiro que além de doarem mantimentos , roupas e brinquedos , forma voluntários em diversos pontos na cidade , separando tudo o que foi arrecadado em prol dos que precisam, emprestando seus carros particulares para que ajudem a tão desfalcada Cruz Vermelha , que embora atenta a tudo não consegue suprir a sua falta de pessoal .
No meio da tragédia  feliz pelos atos solidários demonstrados por nós da população do Rio de Janeiro e pelo povo brasileiro , visto que nos noticiários de hoje sé vemos e lemos roubalheiras, assassinatos de pais e filhos e vice versa, meninas raptadas e estupradas por pedófilos e por ai vão.
Assim  como diz o ditado popular "alegria de pobre dura pouco" e embora o governo tenha logo de cara , visto a visita ao local  da presidente , no dia seguinte a tragédia , coisa que em governos anteriores (FHC e Lula ) não acontecia , visto estes (cobra criadas) não quisessem ter seus nomes associados a tragédias . A presidente Dilma no seu primeiro cargo público talvez desconhecesse esta prática ou quem sabe inverteu a mesma , mas isso seria tema para uma outra crônica.
O fato é que a atual governante enviou milhões em recursos para atender a população da Serra carioca e que embora note-se um esforço dos governantes cariocas , os mesmos não sabemos por se é por pouca experiência em analisar dimensões de tragédias , o que os leva a estatísticas ingênuas ou
Embora o governo federal , não tenha só visto a tragédia enviou milhões em recursos para que os governantes estaduais e municipais tome as devidas providência . Para tanto , não bastasse a pouca experiência destes nas dimensões das tragédias , o que com certeza levam a estatísticas ingênuas , que afirmam ter morrido 814 pessoas o que com certeza é um número pequeno para região serrana que tem uma população de quase  um milhão de habitantes, mediante ao alcance da tragédia e a quantidade de rios que cercam as mesmas , que segundo investigações estão deverás contaminados o que com certeza devido não só a enxurrada de lixo , mas também a decomposição de inúmeros cadáveres não encontrados , que acumulados tornariam a tragédia em proporção ainda maior , visto que além de doenças típicas de região que são alagadas vômitos , diarréias e leptospirose , pode-se ocasionar tétano por um pequeno corte  e uma infecção com um simples arranhão , além da temida cólera que pode atingir e dizimar a população se a demora no agir dos governantes demorar a população ou teimar em contemporizar o lamentável ocorrido.  E ainda pior aparecerem nos locais fingindo-se consternados e ainda prometendo fazer para o ano seguinte medidas já prometidas e nunca tomadas , sabe-se lá por que_ acho que até sabemos, mas também não tomamos medidas nenhuma para acabar com tudo isso . Nem que seja através desse preocupado desabafo.

Um comentário:

  1. kkkkkkkkkkk paresse ser parente do irmao da minha amiga ele e um serrao

    ResponderExcluir